Oi gente,

É tão difícil falar de algo banal, coisas corriqueiras da vida, e uma delas é o fato de urinar, melhor dizendo “fazer xixi”, todos tornaram isso tão pessoal, tão íntimo, ou não??  E isso é  ou não somente uma necessidade básica, da qual todos nós temos? Mas vou falar … CATETER, doeu? Falar do fazer xixi quando é para deficiente é diferente, talvez porque tudo que diga respeito a deficiência é ainda diferente, confuso, íntimo ou secreto, imagine que falar da deficiência é “ruim”,  falar da intimidade destas pessoas éeee,  podemos dizer, …. constrangedor?!

O que todo mundo quer saber mas ninguém tem coragem de perguntar é:  – Como você faz xixi? Sei que não é de uma forma natural, mas realmente ..como é isso?

Pois bem eu me cateterizo!,.. – O que é isso?? Huhaua..  foi fundo, que palavra é essa, nem tem no dicionário.

Okay, vou mostrar uma foto para vocês do que é uma “sonda”, mas óh tem de vários tipos, tamanhos, espessura e materiais, depende muito da pessoa, do sexo dela, da lesão, e de como ela pretende fazer o normalzinho xixi dela. Este é o que eu tenho.

Cateter
Cateter

Isso é um  mecanismo que nos permite “urinar”, ou melhor expelir a nossa água do corpo. Pois é a bexiga não funciona. Ela que é como um balão, onde a água entra por cima e sai por baixo e esvazia quando tiramos o ar, ou melhor quando os músculos contraem, mas nos deficientes este músculo não funcionam, dai eu te pergunto José, como tirar a água lá de dentro? Com canudinho, certo?! Pois é, acertou!

Alguns mais modernos são bem fáceis de transportar. Chegam a ser do tamanho de um batom, o que é bem prático para a mulherada levar na bolsa. Não precisamos sair com aquelas antigas maletas, carregando o “mundo” dentro, se bem que ainda levamos o ”mundo” lá de qualquer maneira. MULHERES!! 🙂

Batom x Sonda
Batom x Sonda

O bom é que este tipo de sonda é descartável, o que ajuda a prevenir infecções urinárias.  Não deixa de ser um corpo estranho que estamos colocando dentro de nós e o risco de infecção é sempre presente e grande. Mas vou falar deste assunto num outro post relacionando somente  isso, porque é coisa que não acaba mais.

…. Necessidades básicas,  que todos temos, sejamos deficientes ou não. É necessário esvaziar, essa é a realidade. A disfunção que a deficiência nos coloca não escolhemos, mas é necessário conviver com ela. Para manter uma vida saudável e com qualidade temos que incorporar a nossa imagem corporal algo que é estranho, um cateter uf uf!!!

Porém, descobri nessa minha trajetória a mudar conceitos e valores. Se essa é a minha condição…  condição que diante da vida é um mero detalhe, o importante mesmo é a capacidade de estar bem comigo, ser feliz, me realizar e isso eu busco em outro lugar, que está além do meu corpo físico.

Beijo grande pra todos e um especial obrigada a Marta Alencar. Valeuuuu !

Sam

xx

 

 

 

Cateter – Desmistificando o assunto.
Tagged on:                         

Deixe seu comentário e me ajude a divulgar no Facebook! Obrigada minha gente!!!!

3 thoughts on “Cateter – Desmistificando o assunto.

  • April 18, 2013 at 3:04 am
    Permalink

    Samantha, parabéns pelo post. O caminho é esse, desmistificar para poder diminuir os preconceitos. E vamos falar em fazer xixi, até porque todos nós fazemos, certo? beijos.
    Li.

    Reply
  • June 12, 2013 at 5:50 pm
    Permalink

    Que a ideia continue sendo essa: Desmistificar para tornar banal!!!

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *